quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

CAMILA

Morder-te ei as canelas, anjo em cachos, até que a penca do teu sabor hortelã traga-me o suculento perfume de um país tropical, ao dourar de tua seda, em orvalho do corpo grelhado ao sol. Tua luz! Em doce vinhedo de jabuticaba me acabo por ébrio em passos, quadrís, e boleros quando a flor de meu cáctus a ti ofereço. A minha penúmbra tão alva ao vulto. E volto! Todo santo que é dia, a ti trazer-lhe meu bom. Dia. Ainda que a noite nos beije na cama..

Um comentário:

Camila disse...

Um amor maior que o mundo...