quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

SONHO DE HOJE

Estávamos em alto e bom tom, fechando um grande negócio. Caberia a mim, apenas o veredicto final. "Chuck Norris Empreendimento Infantil" sugeri com tamanha certeza. Ao pronunciar tal alcunha, não estaria ciente de que em um futuro vizinho, seria ela o maior motivo de meu arrependimento. Bem próxima à mesa conversavam ainda de pé, uma trinca de garbosos senhores, estes quais no momento me davam às costas. "Chuck Norris Empreendimento Infantil", ressaltei. Foi quando me dei conta de que aquele infortúnio título, quando pronunciado por mim, trazia instantâneo incômodo à um dos senhores que tão perto estavam. Este de súbito, olhava discretamente pra trás. Para a ratificação de minha teoria, bradei com fervor o suposto nome da empresa, agora munido de todo meu grave potencial vocálico. Mal acabei de vociferar as quatro palaras, fui interrompido pelo próprio Chuck Norris. Este que, ao virar-se à minha direção pediu em inglês que eu me calasse, alegando jactânciade minha parte. Foi então que fiz a coisa mais imbecíl que alguém poderia ter feito, gozando de mesma situação. Levantei. "Como é que é???", retruco em pobre pronúncia. Chuck apropínqua-se com passos pesados. "Cala a boca você, caralho!!!!", insistia eu em meu erro. Há pouca distância, Chuck pára e me olha fundo aos olhos. O bar inteiro em silêncio. Petrificado, tomei meu assento cem quilos mais murcho. E gaguejando desculpas senti-me o ser mais minúsculo de todo universo.

2 comentários:

bruno disse...

quauqaquaquaqua
eu tambem pagava pau

Transcriador disse...

tambem...peitar o cara mais forte do universo...
hehe